Páginas

domingo, 22 de janeiro de 2012

Tonalizantes


Algumas pessoas são contras outras à favor, para outros os tonalizantes são um mito! Pesquisando em algumas revistas, conclui que os tonalizantes são usados para reavivar o brilho do cabelo, são essenciais no acabamento de serviços que envolvem descoloração e alisamentos.


Diferente das colorações, que penetram no interior da fibra capilar, na camada do córtex, interagindo com a cor natural, os tonalizantes são mais suaves. Eles não contêm amônia e atuam na cutícula, que é a superfície do fio, o que significa que a cada lavagem seus pigmentos se soltam do cabelo.
O tonalizante permite tom sobre tom ou escurecimento e utiliza emulsão reveladora (peróxido de hidrogênio) de baixa volumagem. Já a tintura permanente faz o clareamento e colore simultaneamente, com oxidante creme a partir de 20 volumes. Enquanto as colorações são criadas para permitir alta durabilidade, a tonalização permite uma mudança mais sutil e temporária. Além da mudança temporária da cor, os tonalizantes também são muito usados com objetivo de trazer de volta o brilho e reavivar cores que reconhecidamente desbotam muito facilmente, como os loiros, marrons e avermelhados e, ainda, tratar os fios.

Quando tonalizar
 A aplicação do tonalizante após descolorações, luzes, mechas, balayages e californianas, além de procedimentos de relaxamento e alisamento à base de guanidina, sódio e amônia, é fundamental para a manutenção do brilho e também na prevenção de alterações de tons nas lavagens. Após todos os processos que envolvem descoloração, o cabelo fica apagado. O uso do tonalizante irá também neutralizar fundos indesejados e proteger os fios das agressões que modificam a cor dos loiros, por exemplo.

Retoque de raiz
Outra situação em que o tonalizante é muito bem-vindo é no retoque de raiz. Quando você faz o serviço periodicamente, e como desbotamento é um processo normal devido à exposição ao sol, vento, secador e prancha, neste momento é indispensável tonalizar. A fim de igualar a cor e preservar a fibra capilar de um desgaste desnecessário. Para manutenção da cor, esse tipo de produto pode ser aplicado entre uma sessão e outra de coloração. Também reconstrói os fios ou corrige cabelo manchado. Pode ser usado como fundo, antes de um novo trabalho de cor ou mesmo como finalizador.

Então meninas, se vocês estão à fim de mudar o visual temporariamente, vale à pena usar o tonalizante, até porque, se não gostarem do resultado, poderam retornar à  cor original com mais facilidade.

Fonte: Cabelereiros.com

Até a próxima!
  

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Tipos de Hidratação





Com o mercado da beleza bombando, a cada dia os profissionais da área oferecem um leque de opções para o cliente manter os cabelos sedosos e hidratados. Confira as principais diferenças entre hidratação comum, cauterização, reconstrução capilar e queratinização que são as mais oferecidas atualmente. Conheça e escolha o melhor tratamento para você!



Não adianta mudar o visual ou apostar em um corte da moda se o seu cabelo continua feio, ressecado e quebradiço. Mas a solução está bem próxima de você: de vez em quando, hidrate os fios no salão! Assim, você mantém o cabelo saudável e sai de lá se sentindo poderosa.



Hidratação


Indicada para: todos os tipos, sobretudo cabelos quebrados.


O que faz: recupera brilho, maciez, textura e umidade dos fios.


Frequência ideal: a cada 15 dias Preço médio: a partir de R$ 40*


Choque de Queratina


Indicado para: cabelo com pontas duplas, que sofreu descolorações ou a ação de muita química.


O que faz: elimina o efeito "elástico" dos fios.


Frequência ideal: de 45 a 60 dias Preço médio: R$ 90*


Reconstrução capilar


Indicada para: cabelo com muita química ou que vive exposto ao sol, cloro e sal.


O que faz: devolve os nutrientes que fortalecem os fios.


Frequência ideal: a cada 2 meses (ou após o cabelo passar por algum processo químico).


Preço médio: a partir de R$ 100*


Cauterização


Indicada para: todos os tipos, quando os fios estão duros demais ou com as pontas bem abertas.


O que faz: elimina as "escamas" e deixa o cabelo brilhante.


Frequência ideal: a cada 30 ou 40 dias.


Preço médio: a partir de R$ 120*



*preços estimados, mas varia de acordo com a localidade.

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Cuidados com os cabelos no verão


Olá, pessoal! Como o verão já está chegando, pensei em deixar aqui algumas dicas que gostaria de compartilhar com todos vocês.  As dicas abaixo é do Ademir Júnior, diretor da International Association of Tricologists no Brasil, elencou 10 dicas para garantir um visual de arrasar na estação mais quente do ano! A reportagem se encontra na revista cabelereiros.com.






1 - Mantenha os cabelos e o couro cabeludo sempre limpos e  higienizados: o suor, o calor e a umidade podem facilitar problemas no couro cabeludo, como inflamações, seborréia e caspa.


2 - Enxágue bem os cabelos após sair do mar e da piscina: este cuidado evita os danos aos fios causados pela salinidade do mar e por elementos uados para o tratamento da água da piscina.


3 - Proteja os cabelos das radiações solares: além de causarem danos à pele, estas radiações  também agridem intensamente os fios, deixando-os fracos, quebradiços e sem vida. Vale usar bonés, chapéus e produtos sem enxágue que tenham filtro de proteção solar.


4 - Não abuse de máscaras capilares diariamente quando estiver na praia ou piscina: estes produtos não protegem os cabelos. Ao contrário, podem facilitar os danos causados pela água do mar e piscina, deixando os fios mais fracos e susceptíveis às quebras.


5 - Evite manter os cabelos úmidos sempre amarrados ou presos: fios úmidos ficam mais fragilizados, e o hábito de prendê-los pode acarretar em danos à estrutura.


6 - Evite abusar de químicas: no verão, as agressões aos cabelos são maiores (vento, sol, água do mar e de piscina).  Estes fatores, por si só já deixam os cabelos mais frágeis. Abusar de químicas nesta época poderá colocar em risco a qualidade do fios de cabelos.


7 - Faça hidratações regulares: apesar da maior umidade relativa do ar, os cabelos no verão tendem a ressecar. Hidratá-los 1 a 2 vezes por semana é uma boa pedida para melhorar a qualidade e saúde.


8 - Escolha produtos que deixam os seus cabelos do jeito que você gosta: não há muitas regras, exceto pelos produtos sem enxágue com filtro de proteção solar.


9 - Aproveite para relaxar: o estresse promove a liberação de substâncias e hormônios capazes de deixar a pele e os cabelos com sinais de fragilidade e falta de saúde. Relaxar, praticar exercícios físicos também contribui para cabelos mais bonitos.


10 - Alimente-se bem: todos os tecidos do corpo humano são produzidos com matérias-primas que ingerimos em nossa alimentação. Logo, uma alimentação saudável torna os cabelos mais saudáveis e bonitos, além de deixá-los mais fortes para suportar as agessões do verão.

Esperam que tenham gostado! Até a próxima....

Fonte: revista cabelereiros.com

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Lingerie - Dicas para arrasar!




Toda mulher gosta de se sentir linda, poderosa e desejada, nessa hora uma bela produção combinada com aquela lingerie que você nunca se imaginou usando faz toda a diferença na hora da conquisra, reconquista ou naquele momento em que você quer apenas agradar, então trouxe aqui alguma belas opções de lingerie para inspirar seu dia...




 




 As mulheres que querem optar pela surpresa sensual devem pensar no gosto e nas fantasias do seu amor, aposto que ele ira amar ver você com aquela cor ele tanto gosta, ou com um modelito mais ousado.






Claro que belas camisolas também são um convite a uma noite especial e nessa hora vale caprichar na produção como saltos, maquiagem e um cabelo bem arrumado..






As opções são muitas para a mulherada, então é só correr atrás da que vista melhor no seu corpinho, se sentir bem e aproveitar a noite...ou o dia ;)



Texto: Debh Carvalho
Fotos: Divulgação

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Batom Vermelho




Muitas meninas morrem de medo de usar o batom  vermelho, com medo de ficarem vulgares ou o que as pessoas vão pensar. Eu sei que pra quem mora em cidade pequena é mais complicado usar batom vermelho e pode ser  taxada de alguma coisa desagradável e  ficar sendo alvo de comentários maldosos (Sim pessoas, nos dias de hoje existem ainda pessoas com este pensamento). Primeiramente o batom vermelho é sexy e chama atenção por si só. Para começar a usar o batom vermelho você tem que se sentir confortável e segura, você pode começar a se inspirar em algum artista favorito, quando eu penso em batom vermelho a primeira pessoa que me vem a mente é a Taylor Swift (foto acima) .

 Que cor eu uso?
Peles claras é indicado os tons mais vivos de vermelhos. Os tons vermelho-alaranjados são indicados para todos os tipos de pele. Os tons de vermelho vinho caem bem para peles negras. Porém, não se limite a estas regras, experimente todos os tons!


 Qual horário do dia posso usar esta cor?
Então eu acho que definir se pode ou não usar esta cor durante o dia é um critério muito pessoal. Particularmente acho mais interessante usar durante a noite . 


 Qual make acompanha o batom vermelho?
Meninas na minha opinião é aquela regra: Destacou a boca? Suavize os olhos. Destacou os olhos? Suavize a boca. Mas até que você pode fazer umas makes mais elaboradas, tomando o cuidado para não carregar demais. Combinação perfeita, na minha opinião: Batom vermelho + Delineador = Casamento certo.

 Como passar o batom vermelho?
Primeiro, é necessário preparar seus lábios caso estejam ressecados, é preciso aplicar um esfoliante labial para eliminar as células mortas e ativar a circulação. Após o primeiro passo, passe hidratante labial e um pouco de pó para cobrir a cor dos lábios e fixar a cor do batom. Com a pontinha do dedo, aplique o batom dando leves batidinhas até conseguir uma cobertura. Utilizar diretamente o batom pode deixar os lábios muito carregados. Mais lembre, nunca esfregue seus lábios uns nos outros quando passar o batom, além de borrar isso demarca todos os traços que tem no seu lábio. 


quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Xampu sem Sulfato



Olá, meninas! Vocês sabiam que os limpadores sem sulfato são a nova arma para deixar os cachos lindos, aumentar a durabilidade da cor e diminuir as reações alérgicas no couro cabeludo? Achei essa novidade  super interessante e gostaria de dividir a nova informação com vocês!


Houve uma época em que, por falta de opção, o mesmo xampu era usado no lavatório para higienizar todo tipo de cabelo, do colorido ao alisado. Hoje, felizmente, existe um limpador para cada tipo de fio e as novidades não param de surgir. A mais recente, que você precisa conhecer, são os xampus sem sulfato (sulfate free). Esse tipo de produto é livre de detergentes, como o lauril éter sulfato de sódio, substância que remove as impurezas, faz aquela espuma que tanta gente adora, mas pode remover também a proteção natural dos fios, especialmente os mais sensíveis, ressecando-os e provocando de frizz à quebra, sem contar possíveis irritações no couro cabeludo. A indústria deu um jeito e descobriu ingredientes como os tensoativos não iônicos e anfóteros que também limpam, mas não agridem. Outro detalhe desse tipo de produto: eles fazem pouca ou nenhuma espuma.
Segue abaixo algumas indicações de xampus sem sulfato que estão bombando no mercado!

SEM ESPUMA
Delicious Curls Cleansing Cream, Red Door — Remove as impurezas dos cabelos crespos sem produzir nada de espuma.
No Poo Deva — xampu do tipo foam free para ritual de cuidados do cabelo crespo ou sensibilizados por excesso de química.

PARA CABELOS COLORIDOS
Bonacure Color Save Sulfate-Free, Schwarzkopf — Promove limpeza suave que protege a cor do desbotamento mesmo depois de 30 lavagens.
Delicate Color, L´Oréal Professionnel — Xampu específico para lavar cabelos vermelhos e acobreados.

PARA OS SENSIVEIS
S Factor Health Shampoo, TIGI — Sua fórmula sulfate free com ingredientes naturais, como urtiga, não agride os fios e tonifica o couro cabeludo.
Pure, Cris Dios — Xampu natural sem sulfato com chá verde, gengibre, erva mate, alecrim e camolima para uma limpeza suave.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Relacionamento amoroso no ambiente de trabalho



Já se envolveu com alguém do trabalho?

Você vai entender as emoções e os interesses que estão em jogo, conhecer o código de conduta para as relações amorosas corporativas e saber o que realmente esse tipo de relacionamento pode acarretar à sua carreira.

Certamente você conhece alguém que está neste exato momento trocando olhares e e-mails, vivendo um caso clandestino ou até prestes a "juntar os trapinhos" com um colega de trabalho. Isso se você mesma não tiver sido flechada pelo cupido que faz plantão nos corredores, no cafezinho, nas festas de confraternização. Essa proliferação de relacionamentos mezzo amorosos mezzo profissionais é cada vez mais comum.


Atração quase fatal

O estilo de vida que se leva ajuda a unir muitos colegas de baia. Basta pensar em quanta gente tem sua carreira como prioridade número 1 e passa cerca de 80% do dia mergulhada em assuntos profissionais. Sobra pouco tempo e pique para encontrar os amigos, frequentar as baladas, se apaixonar por alguém. Por outro lado, as chances de rolar uma química sexual com algum colega são grandes. Uma pesquisa recente da consultoria americana Vault comprova isso: 58% dos entrevistados já se envolveram em um romance no escritório. Agora, para administrar esse caso de amor, é preciso deixar a ingenuidade de lado. E ter consciência de que esse tipo de relação é diferente daquele que começa num barzinho, na rua, na praia. Enquanto sente um arrepio na espinha ao ver o bonitão do marketing, lembre-se dos aspectos a seguir.

A primeira impressão é profissional

Será que o diretor de vendas pareceria tão sexy caminhando de bermuda na praia quanto trajando terno e ditando ordens aqui e ali? Será que aquele fornecedor a atrairia tanto como quando a desafia durante uma negociação? É provável que não. Isso porque, no trabalho, tendemos a criar uma persona diferente da que somos depois de fechar o notebook. E isso reflete no poder de conquista - inclusive amorosa. Já chegou a contar quantas peças de seu guarda-roupa foram compradas com foco no dress code do lugar onde ganha o pão? "No trabalho, você está vendo e sendo vista. Precisa andar de salto, ser menos tímida, mais proativa", fala a psicóloga clínica e consultora empresarial Ana Fraiman, diretora da Clínica Fraiman & Consultoria. "A postura muda e mexe com a sensualidade", acredita ela. A psiquiatra Carmita Abdo, professora da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, complementa: "Há uma identidade por ter a mesma profissão, fazer parte da mesma tribo..." Mas nem sempre isso é a realidade. E o filme com personagens corporativos acaba sem fôlego para durar depois do horário comercial. Por isso, muitos casos se resumem a jogo de sedução, atração pelo poder e a... sexo sem compromisso. Vale a pena avaliar se é isso o que procura.

Depois daquele beijo

Acreditar que está livre de virar assunto nas rodinhas é o mesmo que esperar o Papai Noel. Talvez ninguém fale, mas todos sabem quem tem um caso. E, sim, vão monitorar os passos, julgar. Pensando nisso, a assistente de comunicação Sandra, 31 anos, preferiu nem apostar no relacionamento com um engenheiro da empresa onde trabalha. "Saímos duas vezes e foi bom, mas não daria certo. A rádio peão logo começa a divulgar e isso atrapalha", conta. Já a assistente administrativa Marina, 24 anos, pagou para ver: "As desconfianças e indiretas eram constantes, mas soube separar o pessoal do profissional. Não deixaria de fazer o que quer que fosse por causa de julgamentos alheios. Hoje, estamos noivos". Há também a mira da empresa. E qualquer beijinho ou ousadia na mesa do chefe podem ser filmados por uma câmera. Sem falar que é essencial jogo de cintura para lidar com uma eventual crise. "Se esse relacionamento vai mal, você vai continuar convivendo com o homem em questão", lembra Carmita. E está fora de cogitação bater na sala dele e implorar para voltar. Nesse caso, Ana só vê uma saída: "É preciso forças para segurar um baita fingimento", diz a consultora, que alerta para as dores que terá de administrar:

• A dor de ser largada

O homem é capaz de fechar a porteira e agir como se nada tivesse ocorrido.

• A dor de perder o poder

No caso de uma aventura, fique ciente de que pode ser apenas a bola da vez.

• A dor de sofrer em silêncio

Você não pode chorar. Nem no banheiro! Tem de ser profissional.

Nem tudo é tão permitido assim

Outro fator que conspira favoravelmente para as relações no escritório é a impressão de que nada do que acontece entre os muros da empresa sairá dali. A consultora empresarial Ana Fraiman vem observando justamente isso: "A menos que o código da organização seja severo e coloque um tipo de punição, existe certa cumplicidade entre os colegas". A sensação de que dá para levar vidas paralelas é um prato cheio para os relacionamentos extraconjugais. Que não são poucos. E pode colocar você em uma saia justa daquelas. "A reputação que se leva anos para construir pode ser deteriorada em segundos", avisa o consultor de carreira Gutemberg de Macêdo.